Estratégia retrospectiva até 2020: Paraíba teve um ano marcado por Covid-19 e o futebol ruim dentro de campo

0
9

Ano 2020 tem sido um verdadeiramente atípico no planeta. O Covid-19 causou uma crise profunda, assim como depois de ter deixado fortes sinais no número de casos e mortes, tudo isso em meio a uma esperança em que vários países já iniciaram a vacinação. O futebol também foi um dos segmentos afetados por um novo coronavovírus, devido às grandes perdas, além do calendário empatado há meses, e, claro, a falta de torcedor que acabou se afastado das arquibancadas devido ao risco de proliferação do vírus. Mas também é bom ter em mente que os testes foram tomados sem controle da doença. Todos esses ingredientes combinados com a falta de desempenho do desempenho, que foi marcado pela eliminação e até mesmo a colocação dos campeonatos brasileiros no Paradbe.

1 de 20 futebol paraibano de futebol teve em 2020 a um ano bastante complexo-Foto: Arte/ge

Futebol paraibano teve em 2020 bastante complexo-Foto: Art/ge

Covid-19 paralelos no futebol

Sem sombra de dúvidas, em 2020 ele tinha um protagonista nada Bacana: um novo coronavírus causou a humanidade um enorme estrago. Milhões de casos, mortes e uma tremenda falta de empatia. No mês de março foi que o vírus começou comprometendo diferentes segmentos da sociedade. O futebol também foi atingido, com a CBF paralisando as competições de calendário que organiza, e sugerindo que as federações estaduais façam o mesmo.

2 de 20 Botafogo-PB e Sousa atacaram o último jogo no Brasil antes da pandemia-desencadeou uma paralisação-Foto: O Expedito Madruga/GloboEsporte.com

Botafogo-PB e Sousa atacou a última partida no Brasil antes da deflagrada paralisação-Foto: Expedito Madruga/GloboEsporte.com

Para o Paraise, veio a rodada com o público no dia em que a CBF decidiu cancelar. E mais do que isso, o Campeonato Paraibano foi a última vez a ter um jogo oficial no Brasil, 18. Março, antes da paralisação geral.

Foram meses de parcelamento em que os clubes solicitam várias dificuldades para manter suas folhas de folha de pagamento. O contrato foi suspenso, cortes de salários e esportes, treinamento em casa. Mas eles também tinham aqueles atletas que não atendia aos decretos, eram vistos nas praias, passeios e até treinando juntos por conta própria.

3 de 20 covid-19 antes de virar o futebol rotineiramente no futebol-Foto: wider/Botafogo-PB

Testy kovid-19 antes dos jogos foram transformados em futebol no meio de uma foto de pandemia-Foto: widths/Botafogo-PB

Além disso, líderes e FPF tentaram restaurar o futebol no estado, assim como em outros lugares do Brasil. A entidade, inclusive, chegou a receber assistência da CBF, que também já enviou dinheiro para algumas das competições para competições nacionais.

Durante este debate, os casos de Covid-19 aumentaram, o governo da administração estadual e as prefeituras municipais intensificaram as medidas restritivas. Em alguns casos era material flexível, incluindo permissão para voltar às sessões de treinamento e depois jogos oficiais.

É bom lembrar que o campeonato paraibano foi disputado novamente no mês de julho. Há um mês, o ministro da Saúde Paraíba, Geraldo Medeiros, informou que não havia presunção de que o futebol iria continuar porque não se trata de uma atividade básica.

4 de 20 Campinense completou o campeonato em Paraibano como vice-campeão-Foto: Daniel Lins / Campinense

Campinense completou o campeonato em Paraibano como vice-campeão: Daniel Lins / Campinense

Com tantos problemas com os quais a doença foi levantada, a Paraíba também conviveu com perdas importantes no esporte. Ele tinha um líder, empurrou um profissional e ex-jogador que morreu em comandar complicações causadas pelo Covid-19. Foi tudo muito difícil!

Quebra-se de treze tabu

O futebol na Paraíbe voltou, destorcidas em barracas não provando aglomerações e testes semanais Covid-19 para ver se houve uma infecção durante semanas. Já que era assim, os súditos conseguiram ter sucesso nessa experiência.

Para o Clube em particular, o jogo dos Campeonatos no Paraibano foi muito conspíneo, apesar de tantos baitas. Afinal, treze anos não sabiam o que era levantar a Copa desde 2011 e conseguiram ter regularidade suficiente para brigar pelo título, tudo depois que Moacir Júnior chegou à ordem técnica, substituiu Celso Teixeira.

5 de 20 13 e Campinense decidiram Campeonatos Paraibano 2020-Foto: Jefferson Cariri

Treze e Campinense decidiram o campeonato Paraibano 2020-Foto: Jefferson CARIRI

O primeiro veio o ranking primeiro no grupo A. Depois, teve que enfrentar o Botafogo-PB, que vem de três graus seguidos, incluindo um em treze de 2017. Mas o Galo foi lá e a conseguiu, perdendo-a para ir em 2 e para 0, em João Pessoa, mas venceu o duelo de volta, em Campina Grande, na mesma pontuação, conquistando uma classificação nos pênaltis.

  • Reproduz o Campinense, mas sem sucesso, quebra o tabu de nove anos e fica com o nome do paraibano por 2020

No final, veio Campinense, arquirrival da Borborema Galo. Esses dois jogos, no imersivo estádio do estádio amistoso, foram bem legais, com treze melhores no primeiro jogo quando venceram 2-0. Já na virada, o Rubro-Negro jogou melhor, mas venceu apenas o placar a partir de 1 e aos 0 minutos, o que garantiu a história do título de trezean do 16º paraibano. De qualquer forma, está preso na garganta, há um eco entre Campina Grande alvines.

6 de 20 Treze x Campinense, Classic dos Maiores, Treze, Treze campeão-Foto: Ester Vasconcelos / Treze

Treze x Campinense, Classic of the Mayors, Thirteen, Treze campeão-Foto: Ester Vasconcelos / Treze

No feminino, o Belo shined sendo hexa

Também, o Campeonato de Futebol feminino em 2020 se tornaram campeonatos. Em contraste com o ano passado, quando a competição estava cheia de equipes e datas, a competição deste ano foi apertada, com apenas seis equipes e realizada em apenas duas semanas que em dezembro.

7 de 20 jogados também na Copa do Mundo de futebol no futebol: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

jogou também na sequência do campeonato: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

Apesar de eu ter sido curto, o campeonato aconteceu e reuniu tradicionais camisas de futebol feminino, como Botafogo-PB, Auto Esporte, Mixto-PB, Kashima, Guará e Internacional-PB. De seis equipes, quatro seguiram até as semifinais e duas, Belo e Macaco, tomaram uma grande decisão.

  • Botafogo-PB coleta automaticamente e ganha o título 6º do Paraiban do Futebol
  • Nesta temporada, o Botafogo-PB conseguiu regexar um troféu, tendo acabado de tomar da Auto, que ganhou uma luta competitiva em 2019. Vale destacar o trabalho de longo prazo de Gleide Costa e as interessantes colmeias que Belo fez, justamente para equipes rivalidades. O verão do voo, por exemplo, o artilheiro do futebol paraibano na temporada, deixou Macaco para defender a estrela vermelha Alvingro. Resultado: título e artilharia.

    8 dos 20 Botafogo-PB bateu o Auto Esporte e foi hexacampeão de Estado-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    Botafogo-PB bateu Auto Esporte e foi hexacampeão estadual-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    Botafogo-PB chegou ao estado de hexacampeonato futebol feminino. Ninguém tem mais espetáculos do que Belo na modalidade.

    A performance de Fraco no campo: eliminação e rebaixamento

    O fato é que a pandemia realmente comprometeu muito, mas não só justifica que isso justia o fraco desempenho dos clubes de Paris. O que ele viu foi o programa Campeão-profissional paraibano, que resultou em campanhas muito frustrantes em outras competições.

    O primeiro campeonato que deveria ser fechado para paraibanos, em 2020, foi a Copa do Brasil. Sobre o infortúrio de Campinense e Botafogo-PB, os adversários pesados chegaram. Foi quase na primeira fase para a Raposa quando ele estava sendo mudo no Atlético-MG.

    9 de 20 Campinense e Atlético-MG se encontram no copo brasileiro-Foto: Daniel Lins / Campinense

    Campinense e Atlético-MG se encontram no copo brasileiro-Foto-Foto: Daniel Lins / Campinense

    É bem verdade que o Galo não é tão feroz, então ele ainda não tem Jorge Sampaoli ou um liato abafado tanto. No entanto, sob Dudamel, ele conseguiu se classificar sem os gols com o Campinense no Estádio Amigão, em Campina Grande. O Rubro-Negro até teve chance de se surpreender com o atleticano.

    Agora o Botafogo-PB foi capaz de passar pela fase. É por isso que, lO primeiro adversário foi o Atlético de Alagoinhas. Depois de 0 e a 0 em solo baiano, Belo seguiu para ser enfrentado na cara do Fluminense. A partida válida para a segunda fase aconteceu em Maracan, que naquele momento ainda era contada em público. No jogo, o Tricolor ganhou 2-0 e mandou um time paraibano.

    10 de 20 Fluminense e Botafogo-PB jogaram no Maracanã na Copa do Brasil-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    Fluminense e Botafogo-PB jogaram em Maracană do copo brasileiro-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    O Botafogo-PB, baseado no rótulo, também encarou a Copa do Nordeste. Para Alvingro, foram praticamente dois momentos: o primeiro pré-encerramento do calendário, com a equipe de luta firme por um ponto livre no G-4. Mas então, antes de tudo isso parar, o técnico Evaristo Piza acabou demitido. Isso desencadeou um monte de coisas ruins para Belo. No entanto, uma interrupção da pandemia atrapalhou a campanha do Nordestão.

    Quando os jogos foram devolvidos, a Copa do Nordeste modificou o formato que estava desligado todo no estado do Bahaia, em um assento exclusivo. Foi lá que o Botafogo-PB conseguiu uma reivindicação sobre o mata-mata por um terceiro ano seguido. No entanto, assim como em 2018, foi eliminada nas quartas de final, quando se perdeu novamente na Bahia.

    11 de 20 Bahia e Botafogo-PB entram em confronto de acordo com as quartas de final do vidro brasileiro-Foto: Felipe Oliveira/Desseminários-Sadiação.Foto Bahia

    Bahia e Botafogo-PB entram em confronto de acordo com as quartas de final do vidro brasileiro-Foto: Felipe Oliveira/disseminar-Silianatise Bahia

    Na série D campeonato brasileiro, representantes paraibanos foram Atlético Cajazeiras e Campinense, que questionaram a concorrência em novo formato. Duo permaneceu no mesmo grupo, mas nunca foi capaz de encaixar a batalha na parte superior do pelotão.

    O fato é que a temporada de Campinense foi bastante confusa, com as bolsas de coaching, contratando mais de 60 atletas e performance para lá frustrante intra-campo. O pior de tudo é que até brigar pela vaga até o fim da equipe conseguiu. No final da penúltima etapa redonda do grupo, a Raposa não teve mais a chance de conseguir um lugar no salão de festas-mata.

    12 dos 20 Campinense decepcionados demais na série D do Campeonato Brasileiro-Foto: Daniel Lins / Campinense

    Campinense ficou decepcionado demais na série D do campeonato brasileiro-Foto: Daniel lins / Campinense

    Enquanto isso, o Atlético-PB não conseguiu construir uma equipe sólida a ponto de empregar uma sequência de bons resultados. Parecia algo sempre falhado. A equipe do Sertão da Paraíba teve três treinadores ao longo da Série D: Ederson Araújo, Celso Teixeira e Oliveira Canindé. Jogou apenas um jogo da equipe, de forma justa, que a partir da eliminação no Globo FC, da casa.

    O Atlético Cajazeiras e o Campinense estavam longe de serem introduzidos na Paraenia na série D de campeonatos brasileiros.

    13 de 20 Atlético-PB até teve chance de avaliar, mas na última rodada-foto-foto: Gabriel Leite/

    do Sport

    O Atlético-PB até teve chance no ranking, mas na última roda-foto: Gabriel Leite / Sports University

    na série C, Botafogo-PB e treze seriam novamente os marcadores em busca de acesso à divisão nacional 2ª. No entanto, durante os jogos, o que se vê é que a dupla paraibana teria duvidado, até mesmo isso foi contra o rebaixamento.

    O Botafogo-PB passou toda uma gama de C, que acontece em um nível baixo, levou-nos a vencer o jogo e isso custou ainda mais para conseguir uma vitória nos interiores. Fora de campo, Belo também viveu o caos político. E é interessante que as coisas tenham sido apenas conciliadas com o botabone, quando as eleições terminaram e a vitória dos grupos de oposição foi confirmada.

    Com a vitória da oposição, o novo presidente, Alexandre Cavalcanti, lidou com o treinador recorrente de Evaristo Piza. E foi com o paulista que as coisas se encaminharam, Belo conseguiu deixar a zona do rebaixamento e garantir mais uma temporada em Terceirona.

    14 de 20 Botafogo-PB renovou o curso apenas quando Evaristo Piza retornou a um comando técnico-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    Botafogo-PB renovou o curso apenas quando Evaristo Piza retornou ao velenia-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    O mesmo não pode ser dito do décimo terceiro, o campeão paraibano. O Galo repetiu 2019, um ano em que lutava para evitar diminuídos. O Galo, campeão paraibano, sofreu demais na série C, trocou de coaching, modificou a ocupação, mas nunca foi capaz de mudar os rumblos. Até o retorno emergencial de Marcelini Paraíba, que havia se aposentado em março, fez Alvinegro uma melhora.

    Ao final da disputa, treze terminou em série D, na pior medida possível: empatado com o rival Botafogo-PB. Belo ficou, mas o Galo caiu.

    15 de 20 Botafogo-PB Empate com o Botafogo-PB rebaixou o Treze na Série C-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    Botafogo-PB Estes com Botafogo-PB Estes com Botafogo-PB diminuíram treze na Série C C-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    Competições canceladas

    Se o Campeonato Paraibano masculino e feminino tivesse uma equipe, a mesma coisa a não dizer sobre as demais competições organizadas pela Federação Paraibana de Futebol. Acontece que a quebra de 2ª do Estado, no homem do homem, é como os dirigentes dos clubes de alegadas dificuldades com a adoção de medidas restritivas. Além disso, a crise causada pelo Covid-19 levou a pesados desarmontes financeiros.

    Como fez a sua feita, ela não tinha nenhuma competição básica, incluindo o tradicional Campeonato Paraibano.

    16 da distribuição de 20 2ª dos Campeonatos no Paraibano não aconteceram devido a pandemias-Foto: Disclosure/FPF

    2ª Campeonatos em Paraibano não aconteceram por causa das pandemias / FPF

    Equipes levantaram competições nacionais e regionais que entraram em campo. Ele teve estreia em VF4 na Copa do Brasil Sub-17 contra o Flamengo. E mesmo quando foi derrotado, foi lindo.

    Também teve Perilima drizzling na Copa do Nordeste Sub-20. A equipe de Campina Grande chegou às semifinais que estão caindo para as sanções de Fortaleza. Foi quase, mas valeu a pena o apenina a cada minuto em campo. O Orol jogou também na Copa do Brasil da mesma categoria que caem na primeira etapa, também em multas, para o esporte.

    17 de 20 Perilima foi semifinalista do nordeste Sub-20-Foto: Ramon Smith / Perilima

    Perilima foi semifinalista Copa do Nordeste Sub-20-Foto: Ramon Smith / Perilima

    Na cena nacional ainda teve um Auto Esporte feminino inventando A2 Series de Feminino campeonatos de futebol feminino. As mulheres da região do Alvirrubro começaram a competir bem, e batem Náutico da casa. Mas depois deste triuncinho, houve um impasse de futebol. Quando a competição foi restaurada, a equipe perdeu os principais jogadores, com exceção de vários interrogados sucessivos fez parte da equipe com a diretoria. Em acusações dos membros do ex-Comitê Técnico, assim como ex-esportistas, os líderes de Macaco ajudaram a financiar um pouco a modalidade.

    No lone Brasileirão, o Auto Sport acabou derrotado em seus jogos, que foram eliminados na fase de grupos e despedida com o campeonato.

    A administração do Estado e a pressão de impasse sobre o Campeonato Paraibano 2021

    Para a próxima temporada Paraeba será contado com representatividade em série C (Botafogo-PB) e três em série D (Campinense, Sousa e treze). Na Copa do Nordeste, o campeão paraibano treze já foi garantido na fase de grupos, que também terá o Botafogo-PB. Belo conseguiu eliminar o Atlético de Alagoinhas na fase de playoffs, garantindo a segunda vaga do estado no Nordestão 2021. Já na Copa do Brasil, representantes paraibanos serão Maioral Campinense e Trininth.

    18 de 20 Classificação na eliminatória Copa do Nordeste tem um paraibano garantido do futebol dois representantes no próximo ano-Foto-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    Ranking na Qualificação da Copa Nordeste tem um paraibano garantido dos dois representantes na próxima esquina-Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

    No entanto, há uma grande senhora sobre o campeonato paraibano. Primeiro, as coisas estão a avançar. A Federação Paraibana de Futebol chegou a planejar a arbitragem e definiu que, em 2021, uma elite do futebol estadual teria acontecido com apenas oito clubes, já que dois caíram, e não houve divisões do 2ª.

    O dia de tomada de decisão veio e, ao contrário do que se esperava, os líderes de sete dos oito clubes de elite decidiram cancelar a divisão 1ª do Campeonato Paraibano 2021. Representantes da equipeno mandato do Governo do Estado, resigindo o programa de incentivo ao desporto, que está cortado desde 2019. Isso porque os clubes manipularam o ex-Gol de Placa, que acabou extinto.

    Este ano, o Paradba Total Sport foi lançado, substituindo Gol de Placa. Não obstante, a inversão não se daria até que os líderes tenham chegado a acordo sobre a leniência com a Comissão de Estado para sanar os danos do passado e, assim, ter-se-á antecipado.

    19 de 20 Antes do post de 2021, a presidente FPF Michelle Ramalho anunciou que a competição será disputada com 8 equipes-Foto-Foto: Disclosure/FPF-PB

    Antes de cancelar o status em 2021, a presidente FPF Michelle Ramalho anunciou que a competição será disputada com 8 equipes-Foto: Disclosure/FPF-PB

    No entanto, este acordo ainda não foi assinado e permanecerá aqui e stančata. Na reunião que foi definida pelo campeonato paraibano de storno, apenas Botafogo-PB se posicionou contra essa decisão.

    Ainda é muito cedo para que não aconteça na 111º edição do campeonato paraibano, em 2021. Muita água continuará a ser cortada nos próximos meses. No entanto, uma vez que não houve arbitragem em dezembro, e à luz do regulamento geral da concorrência da CBF, a concorrência só pode começar 60 dias após a emissão do formato impugnado, regulamento e tabela, este início de contagem regressável será para ações subsequentes, que resultaram na data das datas com outros campeonatos.

    20 de 20 Paraibano 2021, enquanto o russo-Foto: wider/FPF

    Paraibano 2021, agora o ruší-Foto: Disclosure/FPF

    O ano de 2020 não estava longe do melhor para o futebol paraibano. Para o ano adiante, parece que esse cenário ainda é complicado. Sem dúvida, são tempos difíceis.

    Leia mais notícias do esporte paraibano em ge.globo/pb

    Saiba mais

      Saiba mais

        dados sobre o Covid-19 em Covid-19 em 2020

      • Botafogo-PB em 2020: caos político, queda de fechamento e recarga no calbaldo feminino

      • Sob Campinense em 2020: Atacado, demissão do presidente e posterior eliminação na série D

      • Trindade em 2020: Fim da conexão com dívidas, queda na série D e retorno Marcelini Paraise

      • Na Paraíba Paraíba não há torneiras de base 2020, Perilima, Buradense e VF4 excedem o estado fora