Joia 2021: inspirado nos vídeos de Felipe, Riquelme traça meta para o Vasco: “Eu quero sair daqui como ídolo”

0
9

A sobreposição nativa do nome tem, e drible já é a propriedade que o acompanha antes de nascer. O lateral-esquerdo Riquelme tem apenas o nome, porque o pai, Wescley, como um jogador experiente, empunhou o jogo de Rosilaine e registrou a joia do Vasco como a estrela argentina chamada 28. 1 de agosto de 2002

Mas outro ex-jogador genial e muito mais familiarizado com vascais é quem mexe com o atleta de 18 anos: Felipe o Maestro. Apesar de ter sido apenas acompanhada de um nível final de carreira na carreira, que já tocou no meio do curso, Riquelme leva um aprendizado do craque com vídeos no YouTube e também dos papas que ele tinha através do Instagram.

-Em frente aos jogos eu vejo muitos vídeos de Felipe. Eu estou nele, não só nele, mas também em Alphonsa Davies, do Bayern de Munique. Renan Lodi Eu comecei a seguir depois que fui completar alguns litros na seleção, e ele falou comigo bastante. E Marcel. Estes são os lados de minhas características ofensivas. Felipe, Alphonso Davies e Marcelo são importantes para mim. O Navio Renan I já vem acompanhado de algum tempo-alegando que o jogador, promovido a ocupação profissional.

Riquelme revelou que Wescley ordenou que acompanhesse a carreira de Felipe não só pela mágica que lhe causou ídolo, mas principalmente para se desenvolver como jogador. Vascaino, nascido em Barra Mansa, acredita que ele conseguiu aprender ” Tow ” caixas.

No final da minha carreira eu peguei como meia no Vasco, eu não segui ele como festa. Meu pai está doente de Felipe, de Fizzocele. Meu pai sempre disse que eu estava vendo o vídeo do Felipe. Inclusive, quando comecei a jogar de lado, meu pai começou a me dar instruções: ” Assista a Felipe vídeos, porque às vezes a dica é que fechando o lado, você pode reduzirá-lo para o centro. Quando o meia é fechado, você coloca na ponta e faz um dos dois ‘.

-Esse puxão que eu cheguei até o meio foi suficiente para o vídeo. Quando a bola chegar, a ponta vai fechar o fundo. Como sou rápido e hábil, tenho simples cortando no centro e fazendo a mesa.

1 dos 4 Riquelme na ação do Vasco é under-20 time na atual temporada-Foto: Betinho Martins / Expandir

Riquelme na ação do Vasco under-20 na atual temporada-Foto: Betinho Martins / Divulgação

Mas porque muitos fãs não têm o hábito de acompanhar as bases da base, como o próprio Riquelme define. O jovem lida com as qualidades, erros, universalidade e sentimentos merecidos através do Torneio Internacional Sub-20, que tocou com a escolha de André Jardine no início do mês, na Granja Comary, em Teresópolis.

Eu sou muito ofensivo, eu gostaria de ter a bola e atacar o tempo certo. Eu tenho uma boa passagem, bom acabamento, sou um jogador versátil. Eu era meio meio-campo quando cheguei a Vasca. Eu faço ambos os lados como extremas, o jogo por dentro, mas prefiro jogar mais do lado. Se você precisar dessas outras posições, eu daria minhas disfunções.

-A escolha exclusiva na seleção, o professor Jardine pergunta se eu já tocava lá (na parte de cima). Eu já disse, e ele decidiu me colocar no limite. Graças a bondade que eu fui bem, fiz um gol. E sobre onde eu preciso melhorar, porque eu sou muito ofensivo, para me atacar e voltar, o volante deve fazer a minha cobertura. Às vezes, não vou poder voltar no tempo, e Jardine me falou muito. Ele me disse para apoiar a linha dos quatro, para que eu chegasse perto das minhas dicas e derramasse as pontas. Eu aprendi muitas coisas com ele que eu achava que sabia, mas depois melhorei com ele. É claro que não somos perfeitos, e estou tentando ter certeza de que eu sempre posso melhorar nos meus erros.

2 de 4 Riquelme celebra o gol da seleção brasileira under-20 em goleada por 6-0 sobre o Peru em quadrangular-Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Riquelme celebra o gol da seleção brasileira under-20 em goleada por 6 e 0 sobre o Peru em kvadrangle-Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Sobre os sonhos de um cruzamento de Malta, o símbolo que leva o peito do berço, Riquelme não é modesto: mira os principais sucessos possíveis para o clube brasileiro e a paixão dos fãs.

-Sempre que eu perguntei, estou falando de ser um campeão brasileiro ou uma possível vitória da Libertadores. Eu quero sair daqui como um ídolo. Eu sei que é difícil, mas se eu vestir essa camisa, eu vou me dar o máximo no campo. Foco em pessoas que querem que as coisas começaram a acontecer.

Veja mais tópicos da conversa com Joia 2021 do Vasco:

Quem escolheu o nome Riquelme?

-Meu pai que me escolheu, minha mãe sempre quis me chamar de Emanuel, o nome bíblico e minha avó, só que meu pai estava na cidade que estava registrado, e teve uma batalha, mas tudo bem, aconteceu. Agora, pare de pensar, melhor ficar com Riquelme também. Meu pai era muito fã dele, assistiu quase toda a sua carreira em uma equipe nacional argentina e Boca Juniors. Escolhi a Libertadores 2012, contra o Korinthians.

3 de 4 contra o Corinthians, na final Libertadores 2012 Libertadores, Riquelme não entrou em todas as fotos a seguir: Daniel Augusto Jr / Ag. Corinthians

contra o Corinthians, na final da Libertadores 2012, Riquelme não custou caro-Foto: Daniel Augusto Jr / Ag. Corinthians

Como e quando foi chegar ao Vasco?

-I z Barra Mansa. Eu vim em dezembro de 2011 (eu tinha 9 anos). Ele jogou futsal de Barra Mansa no scouting do parceiro do meu pai chamado Vazado. Ele teve o último contra o Helênico, o jogo foi de 3-0 para eles, e terminou em 7-5 para nós. Eu saí da bancada, ele foi um artilheiro da competição, fez cinco gols e deu socorro. Nesse caso, eu já estava fazendo um teste para o Vasco. Pessoas do Vasco foram assistir a esta final, e me disseram que eu fui aprovado.

Sim para o Vasco por amor às custas dos oponentes

Eu estava feliz e bem tranquilo com o positivo lusitano do Vasco. Flamengo, Fluminense e Botafogo ficaram atrás de mim, mas eu decidi ver o Vasco por ser uma equipe no meu coração por ser uma equipe do meu pai e do seu sonho. E ao ficar mais perto da minha cidade. Nessa época, o exercício foi em Itaguaí na tomografia computadiada. Deram, isso foi 40 ou uma hora, a maioria para Barra Mansa.

Como ele chegou ao coração da equipe?

-Tem sido um momento de sorte, meu pai está doente, e eu também sou muito vazcain. Nós estávamos naquele dubiano sobre qual clube você escolhe, mas quando os caras do Vasco foram assistir às finais, ele pesou muito, e eu disse: ” Eu tenho que ir para o clube de coração e, graças a Deus, estou no Vasco até hoje.

Você acredita que você pode transformar uma solução financeira no Vasco no futuro?

-Dependendo do que eu fiz, e a estrutura que eu tenho, acho que posso ser uma solução, assim como técnica, também. Eu sei que tem muitas melhorias. Eu fui convocado para a escolha, e muitos erros, meus reparos lá. Talvez eu achasse que eu não tinha esses erros. Não só eu, como outros caras como Talles e Vinícius, eles querem se tornar uma solução, mas para ajudar a equipe também. Assim, podemos ajudar o Vasco a vencer. Alguns se adaptam mais rapidamente, outros a poucos.

Eu fico bem tranquila, eu ainda não debutei. Às vezes, na ansiedade, minha mãe e meus empresários sempre dizem que tudo está no tempo. Não é uma forma de acelerar o processo, as coisas devem estar na hora certa.

Ideal debut

-Queria estar com a St. Janeiro lotada, e animar o dav gritando meu nome. Mas, por causa da pandemia, pode ser que eu não tenha estreia com torcida. Espero que seja uma vitória que eu possa fazer uma boa partida, e que seja o início de uma carreira brilhante.

Com o objetivo que o conhece?

O objetivo e ajudar a se fazer bem. Cada um deles é bom (risos). Cruzes nessa área, a bola bateu em alguém e Leftoon para Cano … é bom demais.

Porque o Vasco tem dois lados no elenco profissional, você acredita que uma opção de meia ou gorjeta ainda pode estar neste brasileiro?

-I Can. Tenho certeza de que se ele me pegar na esquerda ou na direita, eu vou jogar. Se isso me incomoda no meio, mesmo que eu provavelmente estivesse algum tempo sem jogar uma meia, a adaptação poderia demorar um pouco. Agora, jogando nas duas pontas, é bem como se eu fosse um bok. Se ele precisar de mim, eu estou aqui.

Na seleção brasileira que você jogou comBchegando com os pés. De que lado você mais gosta?

-Dve da página, mas o pé substituído tem uma luz para você para que você possa cortar para o meio e para o centro. Ele tem muito, também. Eu não vejo nenhuma diferença, mas prefiro brincar com o pé. Depois do que eu fiz o alvo, eu prefiro jogar no pé-negociado (risos).

Nestes dias, vimos uma página mais forte que fisicamente acquirece o espaço. Você acha que você pode superestimar lean ou pensar que vai precisar ganhar peso?

Eu acho que o meu futebol se destaca para ser rápido e as pessoas próximas de mim para falar bastante. Alguns disseram que eu não fui para o corpo. Ele tem um monte de skinny com muito poder e muitas pessoas não

Depois de exercícios, dou um passo na fisioterapia do meu malade. Porque meu pai é muito magro e para o meu tio é muito alto, eu acho que o ganho de massa muscular é um processo mais demorado, mas eu ganhei bastante. É importante para mim que melhore nesta parte física. Apanha um exemplo de Alphonse Davies. Eu apoio isso, eu acredito que eu poderia melhorar em outros assuntos também.

Papos com Felipe Maestro

-Usando-se ” Direto ‘ Troquei algumas ideias com ele instagram, mas eu não pessoalmente. Ele me deu um moral. Olhei para a final da Libertadores de 98, no marqueteiro em ” Histórias “, e ele respondeu. Começamos a conversar, ele me deu algumas ideias e disse que, Alá disposto, ao passar por essa pandemia, nós nos encontramos.

Quais são as dicas fornecidas para você?

-Ele sempre conversou comigo depois do treinamento. Seja no campo, faça travessias e fins, ou na academia. Eu disse que a eternidade eu escuto os meus pais, ter uma boa cabeça e paciência, porque no futebol é preciso muita resiliência. Às vezes você pensa que algo vai acontecer e essa é a outra maneira. Ele falou comigo para me concentrar. Eu disse que não tenho mais que mostrar o futebol de ninguém, porque as pessoas conhecem meu potencial. E, para mim, para melhorar os erros que as coisas aconteceriam naturalmente.

Mantenha-se liquidado para o submarino brasileiro abaixo de -20 ou em um tempo profissional?

Eu quero jogar e ajudar a equipe sub-20. Eu falei muito com os profissionais, eles disseram que eu tinha aumentado por um determinado período. Mas conversei com eles que, quando não estou em conexão com os profissionais, para que eu possa ir até os jogos de pod-20. Seja em um jogo decisivo ou em um jogo normal. É para eu pegar o ritmo do jogo.

-Para eu ser convocado para selecionar Jardine, foi uma questão fundamental. Eu estava apenas treinando no profissional, acho que fiquei uns seis ou sete meses parado e voltei a jogar. Jardine disse que era sempre importante jogar. Acho que jogo o segundo jogo da final, porque outro jogo pro game é só no dia 7. Eu prefiro jogar a final.

4 de 4

Seja agora Giant Partner!