O Pachegie não comanda os treinos em Coritibe e terá seu futuro avaliado

0
11

Um dos ídolos da história do Coritiba e ainda um funcionário do clube, o atual treinador temporário, o Pachequinho, ainda não prestou os exercícios para a equipe. Foi anunciado na tarde da última quarta-feira que o trabalho a partir de agora será comandado por Edison Borges e Reginaldo Nascimento, enquanto o clube contratava um novo treinador.

Lembrando, que já foi renomeado como Tiago Nunes e Mano Menezes para o design do clube. Diego Aguirre e Luxemburgo e Lisca foram sondados, mas foram primeiros excluídos. O novo presidente do Coritiba, Renato Follador, prometeu um novo treinador 4. Janeiro, na próxima segunda-feira.

Como jogador, Pachegie defendeu o Coritib em 90. E é o atirador mais alto da história do Couto Pereira. Após a aposentadoria ele trabalhou em categorias de base como formador e como observador técnico. Nos últimos anos, ele tem que vir para a equipe de interinamente quatro vezes. Foi inclusive o treinador do último título do Clube, paranaense 2017.

O Pachegie foi o treinador de Maringen este ano, mas acabou com uma queda no meio de uma paralisação do futebol. Em outubro, voltou ao clube para criar uma comissão técnica permanente e comandou uma equipe em quatro jogos, após a divulgação de Rodrigo Santana: Atlético-GO, Bahia, Botafogo e Atlético-MG.

De acordo com o presidente de Renato Follador, com o advento de um novo diretor executivo que sugere que será José Carlos Brunoro, o clube vai definir o futuro de Pachequinho nesta gestão.

1 de 1 Pachequinho tomou conta do Coritiba após lançamento de Rodrigo Santana-Foto: Coritiba

Pachequinho assumiu o Coritiba após lançamento de Rodrigo Santana-Foto: Coritiba