Relembre a trajetória do Flamengo campeão brasileiro de 2019
Relembre a trajetória do Flamengo campeão brasileiro de 2019

01 Arrascaeta Flamengo

Como todos já fez uma piada, vamos fazer também: a crise no Flamengo! Nenhum título no prazo de 24 horas!

As palhaçadas de lado, vamos agora lembre-se da época mais do que os vencedores do “Flamengo”, que terminou no domingo (24), com o seu sexto título brasileiro ou o sétimo, se considerarmos, de 1987, mas isso não vem ao caso, o importante é que, pela primeira vez em dez anos, o Rubro-Negro, saiu da fila pesado e tem um nacional de um troféu para chamar de seu, além de um timaço.

Fila sem fim – até agora, só o que

2009 pode parecer que foi ontem, mas já faz muito tempo – só vale lembrar que, em conexão com o nome de 10 anos atrás, o goleiro flamenguista foi ninguém menos que Bruno, dá para se manter informado? A verdade é que, como já dissemos, uma vez por aqui, não parou de bater na trave nas últimas temporadas, mesmo tendo dinheiro de sobra, planejamento e qualidade.

Parecia que o que faltava era alguém que soubesse unir essas qualidades por causa de campo com o novo pensamento tático em campo, e foi lá que passamos os últimos três anos pecamos, primeiro com Muricy Ramalho, depois passando por nomes como Joe Ricardo, Reinaldo Rueda, Carpegiani, Barbieri, Dorival Júnior, e, finalmente, Abel Braga, que já começou a temporada de 2019.

Começo com Abel Braga

imagem26-11-2019-13-11-29Abel Braga manteve-se pouco tempo à frente do Flamengo, mas havia dias em que o torcedor não se lembra com carinho, ainda mais depois do que veio, quando ele saiu

Se o nome de Abel Braga surgiu como o novo treinador do Flamengo, os narizes foram torcidos sem nenhum disfarce entre os fãs e jornalistas. Parecia que, de novo, mesmo com todo o dinheiro do mundo, de gestão exemplar, e os jogadores é ótimo (e ficar), ao mesmo tempo, o conselho de administração insistiu na conservadora e a outra, é que não deu resultados.

Antes de tudo, deve-se falar é sobre o elenco flamenguista, é composto por um nome, que veio em dezembro, janeiro, junho e julho, e foram os responsáveis pela transformação do clube carioca sobre a máquina de objetivos. Só neste período veio primeiro, Rodrigo Caio, o Gabigol, Arrascaeta e Bruno Henrique, seguir Gerson, Rafinha e Filipe Luis, além do espanhol Pablo Marí já no meio do ano.

As peças estavam lá, mas o treinador Abel Braga só não conseguiu extrair o máximo do potencial deles, jogadores de Escolha, muitos com experiência de trabalho na Europa, e tudo com o talento de sobra. Tudo bem, o título do Campeonato Carioca veio tranquilo, mas a torcida não vai combinar com tão pouco, por assim dizer.

Na Copa do Brasil, na primeira rodada do Flamengo foi, de longe, não é o silêncio, especialmente nas 13 primeiras rodadas, quando o clube acumulou sete vitórias, três empates e três derrotas–, em algum momento, chegou a hora de ser 9 está localizado. Tudo bem, era uma posição irrealista, mas em geral, o Flamengo foi entre 5 e 7, o que é muito abaixo do que a torcida e a diretoria queria, e que os próprios jogadores almejavam.

No primeiro momento, o tempo perdido pontos contra equipes que mais tarde serão presa fácil para o segundo turno, como Atlético-MG, Fluminense e Corinthians. A derrota também da organização Internacional mostraram flamingo apático, pouco criativo e não sabia usar as peças que tinha, apesar de já ter um excelente ataque, de modo que, nestes, nestas, em 13 primeiras rodadas, Flamengo balançou a rede em 11 oportunidades, com 25 gols marcados.

E, antes desse período, no entanto, Abel já deram adeus ao “Flamengo”. Alegando motivos pessoais, o treinador se desligou do clube no finzinho da minha, antes da pausa para a Copa América. Depois de alguns interinos como Leomir de Souza e Marcelo Salles atua dentro de algumas semanas, virá de mudanças, de poucos contestado, em vez trouxe o troféu e glória no Mapa.

Vem de Jorge Jesus para mudar a história da Vermelho-e-Preto

imagem26-11-2019-13-11-36Jorge Jesus mudou a forma como vamos jogar, mudou a filosofia dentro e fora de campo e, mais importante, parece, mudou a mentalidade dos atletas, que deixaram de ser “bons” e tornaram-se campeões convincentes

Não podemos dizer que a vinda de técnicos estrangeiros é novo para o “Flamengo”. O colombiano Rueda treinou a equipe no ano de 2017, e a ideia de trazer o nome de forte de fora nunca foi rechaçada no Ninho do Urubu. As definições mais recentes, no entanto, eram sempre de treinadores da América Latina. Da última vez, quando a europa estava envolvida a equipe carioca, por outro lado, era quase 70 anos.

Jorge Jesus chegou ao Flamengo”, tendo no currículo uma carreira já bem os vencedores em Portugal, especialmente o comandante do tradicional “do Benfica, clube com o qual o treinador levou para os três Campeonatos de Portugal e ainda de penca e outros troféus.

O famoso esquema de jogo moderno e arrojado, com grande posse de bola e pressão no adversário, se ele não tem, Jorge Jesus chegou ao Flamengo para ter o luxo de pedaços que sobejaram, para estudar, em todas as posições e apoio de diretores, a fim de adaptar o clube o seu estilo de jogo – não foi isso, o técnico não teria sobrevivido aos primeiros jogos, incluindo a vibrante derrota de 3×0 para o Bahia e a eliminação da Copa do Brasil, diante de um futuro campeão Athletico-PR.

Como todas as obras da série de futebol, levou um tempo, até que se adaptar a Jorge Jesus, na mesma proporção, o que levou a Jorge Jesus se adaptar ao Flamengo. No momento, Palmeiras e Santos assustavam e injetado na tabela, com o Vermelho e Preto, correndo atrás da lesão, com o trabalho na primeira vez. No início de agosto, no entanto, após a derrota para o Bahia” (a pior no campeonato, mas o último até), as coisas começaram a mudar.

Nós já senhor de ataque, mas foi algo que se tornou uma máquina de ganhar e golear. Os próprios Palmeiras (3×0) e Santos (1×0), tornaram-se vítimas deste eficiência ofensiva e resistência defensiva, no início de setembro, e o Flamengo é dobrável, fácil de ganhar, e perder pontos de vista, tendo batido os comandos do Ceará, Avaí, Cruzeiro e Internacional, fazendo 15 gols e sofrendo, a partir desses seis inimigos entre aspas, apenas dois.

16 ª rodada em diante (vitória contra o Ceará) e por diante, nós não veio o manual, e lá, desde ontem, ninguém leva.

Campeão de tudo e mais um pouco

imagem26-11-2019-13-11-43Investimentos, a gestão competente e de qualidade em campo não tem pressa, mas, no final, foram pagos dividendos, e eles eram muito altos!

Leva mais tempo do que o tempo que gostaria, mas o Flamengo campeão brasileiro, tão incomum, mas não menos impressionante: não entrar em campo, mas em menos de 24 horas depois que você merece, também, campeão da Libertadores – a cereja no topo do bolo, é a coincidência de nome de América, vieram no mesmo dia 24 de novembro, que veio no ano de 1981.

Falamos bastante da temporada do Flamengo, no jogo contra o River, antes de realizada, e depois de ele a ter lugar, e aqui nós vamos falar sobre o troféu Lugar. Este nome, foi construído ao longo de muitos meses, e isso é inegável, mas não deixa de ser uma carga simbólica muito forte ver como ele chegou naquele grande dia: através da derrota da equipe, que ainda poderia roubar a taça do Flamengo.

Falamos, claro, do Palmeiras, que foi derrotado com o Placar de 2×1 dentro da Allianz Parque, em São Paulo. É verdade que um simples empate já era suficiente por rara, que estamos com ele o título, mas o destino quis que o mesmo Grêmio que foi rebaixado, infelizmente na semi da Libertadores, a algumas semanas atrás, disse, a única coisa que o rival, que, hipoteticamente, ainda pode ameaçar a bélgica.

Até a vitória Imortal contra o verdão, no entanto, devemos resumir o que foi a temporada flamenguista, e não diz nada mais sobre o que é relacionado com os números acumulados durante a temporada. Ainda faltam quatro jogos para terminar o Campeonato, mas já estamos de ataque é praticamente inatingível, com 73 gols fez, além disso, de 30 sofridos (a terceira melhor defesa).

Entre os atletas, o Flamengo se destaca sem concorrentes na artilharia. Bruno Henrique, de 18 ºlamy, e Gabriel “Gabigol” Barbosa-22, além de 11 assistências, aparecem em segundo e primeiro lugar, respectivamente. Máquinas objetivo não é parar, especialmente Gabriel, que fez o diabo a três minutos do River Plate, como todo o mundo viu.

À frente estão quatro partidas, três dos adversários bem simbólico, quis o destino também: Ceará, mesmo cuja vitória na primeira rodada final deu a liderança para o Flamengo; Palmeiras, o perseguidor, o número um e, finalmente, os Santos, fez o número dois.

O resultado, no entanto, é tudo igual. É importante que o “Flamengo”, depois de dez anos, é hexacampeão brasileiro e acima de qualquer crítica, de uma bem merecida.

Comentários Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui