Relembre dados importantes sobre o esporte paraibano que morreu Covid-19 em 2020

0
10

O ano de 2020 foi sem dúvida um dos mais tristes dos últimos tempos. A nova coroação da nova coroação já removeu quase 200 brasileiros. As perdas que abrem um golpe complexo de serem saradas tantas e tantas famílias. Em conexão com esse cenário desastroso, o esporte paraibano também sofreu. Os números importantes morreram de complicação do Covid-19. Ge Paraíba lembra-nos de um grande desejo por estes sinais marcantes da nossa história.

1 de 5 foto da Pictures of Sport na Paraíbe morreu por complicações causadas por Covid-19-Foto: Art/ge

Marker personagem esportivo em Paraeba morreu por complicações causadas por Covid-19-Foto: Art/ge

Célio Taveira

No final do mês de maio, um ex-jogador do Célio Taveira morreu por complicações causadas por Covid-19. Ele que nasceu em Santos, tinha 79 anos e fez da Paraíba sua residência após terminar sua carreira no futebol. Como atacante, Célio defendeu camisetas importantes, como Vasco e Corinthians, exceto que o ídolo Nacional Montevidéu, onde marcou a época.

2 de 5 Célio Taveira marcou a temporada com camisa Nacional-URU-Foto: Widthing/National-URU

célio Taveira marcou uma época com uma camiseta-Foto: Widthing/national-URU

Célio teve uma passagem bem marcada por Vasco da Gama e chegou ao trem na escolha brasileira, mas acabou não projetado para a Copa do Mundo da Inglaterra, em 1966. Você ainda está jogando futebol, o atacante foi campeão pelo lateral Pelé jogando nas Forças Armadas da equipe ‘ Seleção.

  • Ex-Vasco e Corinthians e ídolo do Nacional-URU, Célio Taveira morre na Paraíba, Covid-19 vítima
  • Nacional-URU e Vasco prestam homenagem a Célio Taveira, Covid-19 vítima
  • Célio Taveira, o atirador que perdeu a luta contra o Covid-19, é mais reconhecido fora do Brasil

Eduardo Araújo

Um dos nomes promissores da gestão do futebol na Paraíbe era Eduardo Araújo. Com as passagens da Auto Esporte, Internacional-PB e mais recentemente como candidato à Federação Paraibana de Futebol, o líder fez parte do grupo que colocou a jovem São Paulo Crystal na elite do Estado. No entanto, em junho deste ano, depois de um longo estágio, o advogado morreu em consequência de complicações causadas pelo Covid-19.

3 de 5 Eduardo Araújo morreu apenas 33 anos-Foto: Vitor Oliveira/GloboEsporte.com

Eduardo Araújo morreu apenas 33 ano-Foto: Vitor Oliveira/GloboEsporte.com

Eduardo tinha apenas 33 anos e já inclina no estado do país. Com boas conquistas no currículo, ele chegou perto da FPF do presidente, sendo derrotado em uma espécie de runoffi também a advogada Michelle Ramalho.

Por causa do novo coronavir e das complicações que causou, Eduardo passou mais de 20 dias e, infelizmente, resistiu. Você deixou um monte de caseiros doentes.

  • Diretor Executivo de SP Crystal, Eduardo Araújo morre em 33, vítima de Covid-19
  • SP Crystal não só perdeu um líder: ” Eduardo Araújo foi apenas um dos nossos grandes problemas magistrais “
  • Federação Paraibana constata questões de tristeza e decretos a partir de três dias morte Eduardo Araújo
  • Sport luto até a morte Eduardo Araújo, apoiador apaixonado da Ilha do Leão
  • Querido Sr. Futebol do Sr. Paraibano, Eduardo Araújo é homenageado por estado
  • João de Souza

    O grande nome da sporty chronicle Paraibana, João de Souza foi o mais que terminou Vitiado de Covid-19. O radialista tinha 73 anos e morava em João Pessoa. Em um momento, em junho de 2020, a família de John anunciou que ele chegou a ter um diagnóstico de cura da doença, mas a continuação irreversível dos pulmões levou à morte por insuficiência respiratória.

    4 de 5 João de Souza, radialista que se relaciona com as quatro edições da Copa do Mundo-Foto: spread / Rádio Tabajara

    João de Souza, radialista, que remete a quatro edições da Copa do Mundo-Foto: Divulgação / Rádio Tabajara

    Durante sua carreira, João de Souza entrou para a história ao incluir quatro edições da Copa do Mundo: México (1986), Itália (1990), Estados Unidos (1994) e França (1998), além de cinco finais da Libertadores. Ele também estava no Maracan 6. Em março de 1980, quando o Botafogo-PB derrotou Zico Flamengo de acordo com o placar de 2 e 1, em uma das maiores fezes do futebol local. Ele trabalhou por mais de 20 anos na Rádio Tabajare.

    Dentro da imprensa paraibana João de Souza Associação dos Cronistas Esportivos da Paraíba (Acep).

    • Grande nome da crônica esportiva paraibana, João de Souza morre em João Pessoa, a idade de 73 anos

    Gláucio Lima

    Última vez em Glaucio Lima perdeu o futebol paraibano. Aos 55 anos de idade, uma das vozes mais proeminentes da Rádio Tabajara não sobreviveu após quase 20 dias de intercurso com o quadro Covid-19.

    5 de 5 Gláucio Lima morreu este mês após o dia recebido com o Covid-19-Foto: Reprodução / redes sociais

    Gláucio Lima morreu neste mês após o dia da admissão com o Covid-19-Foto: Reprodução / redes sociais

    O departamento do Botafogo PB por mais de 20 anos, Gláucio foi a voz de momentos muito importantes da história do clube João Pessoa. Mas ele também trabalhou como secutor para Auto Esporte antes.

    Gláucio Lima foi sempre muito agradável em paraibani, porque ele estava bastante inclinado principalmente com os mais recentes especialistas em comunicação. Atencioso, generoso e competente. A voz lá fora da ideia sempre será lembrada por aqueles que escutaram a Rádio Tabajara tantas por décadas.

    • Gláucio Lima vai morrer aos 55 anos com complicações Covid-19; ver afluentes

    Leia mais notícias do esporte paraibano em ge.globo/pb