Suns bend Jazz fora de casa, combine com o Clippers na borda do Oeste e feche 2020 em estilo

0
10

Mostra que volta a ser uma das melhores equipes nesta temporada da NBA, Phoenix Suns foi para Salt Lake City e superou o Utah Jazz por 106-95 no último jogo até 2020. Com os resultados desta quinta-feira, franquia do Arizona empatada por Los Angeles Clippers ” Campanha (quatro vitórias em cinco corridas concluídas) e entrou na rivalidade californiana, levando à Conferência Oeste.

Os quatro nomes especialmente se destacam no sol. Viajante da equipe, Devin Booker colaborou com 25 pontos e 7 assistências. A Mikal Bridge marcou 16 pontos e 6 rebotes, mesma performance de Jae Crowder. Já o cerebral Chris Paul contribuiu com 11 pontos e 7 assistências.

1 de 1 com o maestro Chris Paul Suns deu ordens em Utah-Foto: The Getty Image

driver Chris Paul Suns emitiu os pedidos em Utah-Foto: Getty Image

De acordo com o Utah, Donovan Mitchell fechou como o melhor anotador com 23 pontos. O próximo pedaço de alívio foi Rudy Gobert, o dono ainda outros dois (18 pontos e 14 rebotes). Mike Conley (16 pontos) também merece as ligações de moradores locais que conheceram a sua segunda derrota também em quatro jogos realizados

+ NBA 2020-2021 Guia da temporada: tudo sobre o concurso + Quem será o MVP da NBA? Confira a lista de postulantes + Saiba tudo sobre o melhor basquete do mundo + Veja a ordem dos campeões da NBA

jogo

Depois de um período inicial muito de equilíbrio (22 e em 21), a equipe do Arizona se soltou na sala ao lado e abriu a diferença. Com Crowder (13 pontos) e Booker (11) para a frente, ele ganhou uma vitória parcial por 53 e até 40. Entre os locais, Mitchell (11) e um bom suplente Clarkson (7) tentaram equilibrar sem sucesso o estoque de ações.

Muito forte nos rebotes defensivos, Gobert cresceu no jogo, e com ele também Jazz. Em meados do terceiro trimestre, a diferença já caiu para 5 pontos (67 e até 62) e virou-se para um sinal de alerta no visitante, que, comandado pelo talento e experiência de Paulo, voltou a ter uma perna fixa e volta a 13 de distância (83 e até 70).

Com um bom assédio nas bolas do perímetro, Bridges era outra arma poderosa, e o sol seguia uma boa margem e mantinha o oponente sobre o controle. Sem a alternativa, o Utah exerceu pressão e reduziu nos últimos minutos (com 13 pontos retos), mas não teve sucesso nos estandes, caindo de cara diante do adversário firme e competitivo.

Raulzinho mostra o serviço novamente, mas Wizards cai em Bull

The Hrans em Washington, Chicago Bulls superou Wizards por 133 e até 100, na clutch apenas decidido, mesmo nos instantes finais. Otto Porter Jr (28 pontos e 12 rebotes), Zach LaVine (22 pontos e 7 assistências) e Coby White (16 pontos e 10 assistências) foram o topo do Bulls. Mais uma vez mostra a bola, Raulzinho veio e foi muito bem entre os locais, registrando 15 pontos, (acertando três 3 chutes que tentaram), 4 rebotes, 3 roubos de bola e 1 assistências em 25. Os caminhos da equipe acabaram sendo Bradley Beal e Thomas Bryant, ambos com 28 pontos. Russell Westbrook (22 pontos, 10 rebotes e 11 assistências) bateu, mas outro triple-double em uma carreira.

The Leaders in the East, Sixers win yet one

Com Joel Embiid (21 pontos e 9 rebotes), Seth Curry (21 pontos, são cinco bolas de 3 e sete tentações) e Tobias Harris (20 pontos e 9 rebotes), o Philadelphia 76ers dominou Orlando Magic na Flórida e levou por 116 e 92. Os sessenta agora somam quatro vencedores em cinco jogos e assistem como um dos líderes no Leste. De acordo com a Magic, o destaque vai para Nikola Vucevic, autor de 19 pontos e 10 rebotes.