Trump comemora autorização da OMC para taxar produtos da União Europeia
Trump comemora autorização da OMC para taxar produtos da União Europeia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou nesta quinta-feira, 3, como uma “boa vitória” a decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC) de permitir que o governo americano adote medidas retaliatórias contra a União Europeia devido à prática do bloco de conceder subsídios à Airbus.

Na véspera, a OMC permitiu que os EUA tarifem durante um ano a importação de 7,5 bilhões de dólares em bens e serviços europeus. A decisão é o mais recente capítulo de um conflito comercial entre a Boeing e sua concorrente europeia, a Airbus. A origem da controvérsia está nos subsídios concedidos pelos dois governos.

“Os EUA ganharam um prêmio de 7,5 bilhões de dólares da Organização Mundial do Comércio contra a União Europeia, que há muitos anos trata muito mal os EUA no comércio devido a tarifas, barreiras comerciais e mais. Esse caso já tem anos, uma boa vitória!” disse Trump no Twitter.

The U.S. won a $7.5 Billion award from the World Trade Organization against the European Union, who has for many years treated the USA very badly on Trade due to Tariffs, Trade Barriers, and more. This case going on for years, a nice victory!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) October 3, 2019

Após a decisão da OMC, os Estados Unidos anunciou que irá cobrar, a partir de 18 de outubro, tarifas adicionais de 10% sobre aviões europeus e de 25% sobre “os demais produtos”. Robert Lighthizer, do gabinete do representante comercial americano (USTR), disse que apesar dessas medidas, está aberta a possibilidade de negociar com a UE.

“A maior parte (das tarifas) serão sobre as importações provenientes de França, Alemanha, Espanha e Reino Unido, que são os quatro países que estão na origem dos subsídios ilegais” à Airbus, detalhou.

A decisão da OMC é a mais forte sanção já imposta pela entidade. A autorização, no entanto, não implica que os Estados Unidos imponham a sanção, total ou parcialmente, sob a forma de sobretaxas para uma vasta gama de produtos europeus.

(Com EFE e Estadão Conteúdo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui